Cine Teatro Polytheama

Em 1911, durante o mandato do prefeito Francisco Escobar, foi construído entre o palacete da Prefeitura Municipal e o Antigo Mercado Municipal, uma franquia luxuosa com o nome de Polytheama, que vem da junção de duas palavras gregas Poly (vários)  e Théama (espetáculo), ou seja era um local que reunia diversas atividades como teatro, música, cinema e cassino.

Cinema e Teatro Polytheama de Poços de Caldas - Coleção José Ranauro

A Arquitetura

O responsável pelo projeto foi o austríaco arquiteto José Piffer, diretor técnico da Companhia Melhoramentos, que  junto com o seu irmão Otto Piffer, foram responsáveis por outras grandes obras na cidade de Poços de Caldas e também em São Paulo, Campinas, Belo Horizonte e entre outros lugares do Brasil.

Inicialmente a fachada do Polytheama teria um estilo neoclássico com diversos detalhes em sua estrutura, como podemos ver na imagem a seguir:

Cine Teatro Polytheama de Poços de Caldas

Projeto inicial

Porém o projeto teve seus detalhes minimizados para seguir o estilo padronizado do conjunto arquitetônico que era composto pela Prefeitura Municipal, Grande Hotel e o Antigo Mercado Municipal.

Vista do Teatro Polytheama na margem oposta do ribeirão

 

A obra tinha vários detalhes artísticos impressionantes, chegando até mesmo ter rostos esculpidos de grandes artistas do teatro e da música, como Carlos Gomes, Giuseppe Verdi, Sheakespeare e entre outros. A arte foi feita pela artista local Assumpta Benedetti Bertozzi.

A sua arquitetura interna seguia os mesmos padrões luxuosos da franquia de polytheamas no Brasil, tendo um amplo espaço para a plateia, frisas e uma série de camarotes especiais para a elite.

 

O Teatro

Na inauguração do teatro, foi apresentado pela companhia de ópera Gatini Angelini, com a Geisha, as operetas “Viúva Alegre”, “Sonho de Valsa”, “O vendedor de Pássaros”, “Sangue Vienense” e “Sinos de Corneville”. Mais tarde, houve também atrações internacionais como os consagrados italianos Ermete Zacconi e Gustavo Salvini, em que este último era considerado para a época um grande intérprete dos textos de Shakespeare e Ibsen. A sua vinda foi tão importante para a cidade que a Prefeitura Municipal de 1915 providenciou uma placa de bronze para homenageá-lo. Essa peça pode ser encontrada hoje em dia no Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas.

Homenagem ao Gustavo Salvini

Mais tarde a cidade também teve a sua própria companhia de ópera, chamada Zapparoli, dirigida pelo maestro Azevedo. Foi no Polytheama também que se exibiu o primeiro grupo teatral de verdade, formado em 1922, por moradores da cidade. Amor e Arte era o nome do grupo, que tinha com responsáveis e idealizadores o português José de Matos, que influenciou Benigno Gaiga e sua esposa Leonilda Diniz Gaiga para as artes cênicas.

O Cinema

Pessoas esperando a entrada do Polytheama - Acervo Robeto Tereziano

1930

Quando foi instalado o cinematógrafo do Polytheama, um dos destaques foi  José Pavesi, um técnico habilidoso responsável por fazer o primeiro cinema da cidade, chamado Cine Bijou. As suas obras eram tão famosas que ele chegou até ser receber convites de grandes distribuidoras estrangeiras, como a Paramount, para que saísse de Poços de Caldas e fosse produzir seus próprios filmes. Pavesi ganhou tanto respeito que conseguiu proezas de lançar filmes famosos em Poços de Caldas antes das grandes cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.

Uma das criações de Pavesi, foi um sinal sonoro que anunciava a hora da programação do Polytheama para a cidade, que acabou passando a ser o sinal para o comércio encerrar suas atividades.

O Bar

Bar Polytheama

Além de todas as atividades presentes dentro do Polytheama, existia uma área externa que funcionava como um bar. Um dos primeiros refrigerantes lançados na cidade era vendido primeiro nele. Uma propaganda de jornal antigo trazia a seguinte informação: “Guaraná, fórmula do Dr. Luiz Pereira Barreto há um mil reis, só no Politheama”.

Na calçada em frente, os meninos trocavam gibis, figurinhas ou os adolescentes e jovens faziam o “footing”, um grande corredor onde moças e rapazes se exibiam elegantemente à procura de um flerte.

O Cassino

Acervo Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas

Para os mais ousados, a atração principal era o Cassino Polytheama e as grandes partidas do pano verde. Mais tarde, funcionou no lugar o Cassino Caldense. O sucesso dos cassinos na cidade foi tanto que levou a ter diversas atrações, banquetes e eventos para variadas classes sociais.

Durantes uns 40 anos, o número de cassinos era crescente, cada vez surgia ainda mais construções impressionantes na cidade, depois do Polytheama, o mais impressionante foi o Palace Cassino, que chamava atenção de variadas classes sociais, principalmente a mais alta. Assim vários grandes espetáculo de cabaré, danças e shows faziam parte da cultura da cidade nos cassinos.

Mas chegando em 30 de abril 1946, toda esta tradição teve que chegar ao fim, pois foi assinado pelo presidente Eurico Gaspar Dutra, que todo jogo de azar fosse proibido em todo território nacional pelo decreto 9.215. Assim o Polytheama e todos os outros cassinos na cidade encerraram as suas atividades.

Então a partir de 1949, como a estrutura do antigo teatro cassino estava abandonada, o senhor Pedro Lúcio 0 utilizou para funcionar ali uma grande loja de móveis, chamada Rei dos Móveis.

Polytheama como Rei dos Móveis - Acervo João Neves

 

Tentativa de Preservação

Em 1954, haviam projetos para transformar o local em fórum da cidade, pois apesar do péssimo estado de conservação de seu interior, era seguro.

Vejam as plantas feitas para fazer a parte da plateia e palco ser utilizada como Sala do Júri.

 

Mas por motivos desconhecidos, o projeto foi abandonado e o fórum foi construído na Rua Pernambuco.

 

O Fim do Polytheama

Chegando a este estado totalmente desvalorizado e sem nenhuma lei que mantivesse o preservado, infelizmente o Polytheama chegou ao seu fim na década de 90, sendo completamente demolido apenas porque consideravam o lugar como uma “casa velha demais na cidade”.

Veja a seguir as últimas fotos do Polytheama durante a sua demolição.

 

Assim por anos, o lugar ficou apenas um vazio sem nenhum plano para algo ser feito no lugar e mais tarde ele foi utilizado como um estacionamento.

 

Lembrança

Hoje a única memória que podemos ter do Polytheama no local, é o Fontanário Antonio Rubbo, feito entre 2001 e 2004, durante administração do prefeito Paulo Tadeu e pelo arquiteto João Neves.

Fontanário Antonio Rubbo homenageando o Polytheama

Fontanário Antonio Rubbo homenageando o Polytheama

Ele está localizado exatamente em frente aonde o teatro estava e de forma artística ele tem uma estrutura que representa a parte de cima da antiga estrutura do teatro, enquanto a calçada onde ele está tem o desenho dele por completo.

 

Galeria de Fotos:

 

Referências e agradecimento:

Agradeço ao Roberto Tereziano, Rúbens Caruso por suas informações e ao João Neves pelas fotos.

Segue os links de pesquisa:
https://www.facebook.com/viverpocosdecaldas
http://www.memoriadepocos.com.br
https://www.facebook.com/tg.pocosdecaldas

Informações Gerais:

Inauguração: 1911
Projetado por: José Piffer
Estado atual do Polytheama: Demolido e usado o espaço para estacionamento
Localização:

Assuntos deste artigo: , , ,

Atenção: Este artigo é fruto de um trabalho voluntário feito em base das pesquisas do autor, o qual ele faz por conta própria por amor a cidade e para ajudar a população a conhecer a sua história. Mas para trazermos o melhor conteúdo, precisamos da ajuda de todos com informações ou correções. Por isso se você quiser contribuir, por favor comente abaixo ou envie um email para nos ajudar a Resgatar Poços de Caldas!

contato@resgatandocidades.com

Comentários:

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com